Copy

Temos a dupla missão de refletir sobre a fragmentação noticiosa no meio digital e de criar ferramentas e técnicas para identificar um jornalismo confiável e de qualidade na internet.
CONSÓRCIO DE MÍDIA - PROJETO CREDIBILIDADE / THE TRUST PROJECT
 
Veículos membros do Trust Project, desde maio/2019: Agência LupaAgência MuralFolha de S. PauloNexo JornalO Povo Poder360.  

Veículos em processo de adoção do MVP: Amazônia Real, Gaúcha ZH, Jornal do CommercioJOTA, e Nova Escola

Parceira institucional: Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo)

Edição 42 | Maio de 2020

O que há de novo

Campanha marca adesão de veículos brasileiros ao Trust Project
Veiculada no perfil do Credibilidade no Twitter, no último dia 8 uma campanha marcou o primeiro aniversário da adesão de seis veículos brasileiros ao Trust Project. Desde de maio de 2018, eles adotam pelo menos três indicadores de credibilidade: Melhores Práticas, Jornalista e Tipo de Matéria.  

A campanha também destacou o fato de não certificarmos veículos ou conteúdo noticioso. Acreditamos que os indicadores de credibilidade permitem que as pessoas conheçam os padrões editoriais e compromissos éticos dos veículos. Assim, podem avaliar a confiabilidade das notícias, entre outros conteúdos jornalísticos.

 


 


Reprodução: Folha de S. Paulo

Folha informa percentual de receitas advindas do governo
Seguindo recomendação do Trust Project e do Credibilidade, a "Folha de S. Paulo" publicou em sua página de Regras de conduta e práticas editoriais o percentual de receitas de publicidade e patrocínios provenientes de governos municipais, estaduais e federais e de empresas estatais em 2019. Segundo o jornal, o total dessas receitas foi de 2% do faturamento no período. 

A recomendação faz parte do indicador Melhores Práticas e considera que os veículos devem ser transparentes sobre suas fontes de financiamento, revelando eventuais conflitos de interesse na cobertura de assuntos governamentais.

ESTANTE VIRTUAL
 

Reprodução: Atividade da Economist Educational Foundation
 
Manchetes são destaque em atividades de educação midiática 
Produzida pela The Economist Educational Foundation, novas atividades de educação midiática abordam o processo editorial das manchetes e primeiras páginas de veículos noticiosos. Os conteúdos estimulam as crianças a pensar nas seguintes questões:
  • O que faz com que algo chegue às manchetes?
  • Como os jornais devem reportar uma crise?
  • Os jornais têm o dever de sempre dizer a verdade?
As atividades se apoiam em quatro habilidades do pensamento crítico para discussão e compreensão de noticias: ceticismo, raciocínio, mente aberta e franqueza.
 
Pressa de cientistas em publicar pesquisas sobre pandemia alimenta desinformação
Um artigo do repórter Gautama Mehta para o site Coda mostra como a pressa de pesquisadores em publicar novos trabalhos sobre o coronavírus tem produzido uma série de publicações não aprovadas por comitês editoriais de publicações científicas. Tais papers acabam postados em repositórios de artigos acadêmicos, conhecidos como "preprint servers." 

Segundo Mehta, até meados de maio foram publicados 2.000 artigos nos dois principais repositórios de pré-impressão para ciências biomédicas bioRXIV e medRXiv, demonstrando os perigos da ciência de dados abertos em meio à pandemia Covid-19. Um exemplo de informação incorreta publicada é o estudo realizado por cientistas chineses que alegou ter encontrado evidências de maior risco de infecção pelo coronavírus por indivíduos do tipo sanguíneo A.

Apesar do estudo não ter apresentado um corpo sólido de evidências, segundo dados da empresa Altmetric, que analisa o impacto de pesquisas publicadas, ele foi citado por 126 veículos noticiosos, 13 blogs e mencionado por 3.958 perfis do Twitter. 

O Projeto Credibilidade é financiado por:

Copyright © 2020 | Projeto Credibilidade. Todos os direitos reservados.
Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo - Projor
Programa de Pós-Graduação em Mídia e Tecnologia - Unesp


Quer alterar a forma como você recebe esse email?
Você pode atualizar suas preferências or cancelar o recebimento