Copy
Edição 12 | Novembro de 2017
Projeto Credibilidade é o capítulo brasileiro de The Trust Project. Ambos têm uma dupla missão: refletir sobre a fragmentação noticiosa no meio digital e criar ferramentas e técnicas para identificar e promover um jornalismo confiável e de qualidade na internet. 

Nosso consórcio de mídia: AbrajiAgência LupaAos FatosFolha de S. PauloJornal da CidadeJornal de JundiaíNexo JornalNova EscolaO Estado de S. PauloO GloboO PovoPiauíUOL e Zero Hora.

O que há de novo
O design day  do Projeto Credibilidade será no dia 9 de dezembro, em São Paulo

Os destaques do evento, a ser realizado na sede do Google:
  • Apresentação de novos integrantes do consórcio de mídia para 2018
  • A experiência dos adotantes iniciais do sistema de indicadores de credibilidade
  • Lançamento do Manual da Credibilidade, com conceitos básicos sobre o tema
  • Resumo sobre as novidades do Trust Project, com exemplos da adoção dos indicadores de credibilidade por veículos como The Washington Post, The Economist e Trinity Mirror
  • Sessão de prototipagem de interface digital para expressão de indicadores de melhores práticas e autor/expertise do repórter

The Trust Project

 
Painel de lançamento do Trust Project / Foto: reprodução Youtube

Lançamento do projeto no Newseum

Depois de três anos de trabalho junto a uma coalizão de 75 instituições da América do Norte e Europa, entre as quais veículos jornalísticos, empresas de tecnologia e instituições de ensino e pesquisa sobre jornalismo, a primeira fase Trust Project foi oficialmente lançada no dia 17 de novembro num evento no Newseum em Washington.

O lançamento coincidiu com a adoção de indicadores de credibilidade por nove veículos adotante iniciais, como The Washington PostThe Economist, La Reppublica e Mic. O evento também marcou a adesão das empresas de tecnologia Facebook, Twitter e Bing ao projeto. O Google já integrava o Trust desde sua fundação. De agora em diante, o sistema de indicadores será adotado por essas empresas na distribuição de conteúdo noticioso em suas respectivas plataformas. 

 
Exemplos de interface dos indicadores / Foto: reprodução Youtube

"O público pode olhar para isso e dizer: "Ok, eu sei mais sobre o que está por trás dessa organização", disse a diretora do Trust, Sally Lehrman, ao Nieman Lab, que publicou um artigo sobre o lançamento. "Espero que ele suspenda a cortina [de opacidade] de algumas de nossas práticas como jornalistas, o que de fato, muitas pessoas não conhecem. E essa falta de transparência é, em parte, o que cria uma sensação de suspeita."

Outra novidade: o Trust Project tem um novo site, com design mais amigável para abrigar seu conteúdo. O Projeto Credibilidade é mencionado na seção de perguntas frequentes como o único capítulo internacional do Trust.

ESTANTE VIRTUAL
 

Atlas da Notícia revela "desertos" para 70 milhões de brasileiros

Reprodução: Atlas da Notícia/ Projor

Iniciativa pioneira do Projor, que publica o Observatório da Imprensa, com o Volt Data Lab, liderado pelo jornalista Sérgio Spagnuolo, a primeira edição do Atlas da Notícia revela a inexistência de veículos jornalísticos digitais ou impressos em 4.500 dos 5.570 municípios brasileiros. No Brasil, 70 milhões de brasileiros – cerca de 35% da população – vivem nos chamados "desertos de notícias," conceito criado pela Columbia Journalism Review. Numa segunda fase, o Atlas da Notícia incluirá dados sobre radiodifusão. O primeiro mapeamento também indicou:
  • 5.354 veículos – entre jornais impressos e sites – em 1.125 cidades de 27 unidades federativas, onde vivem aproximadamente 130 milhões de pessoas detectar desertos do meio impresso segue a CJR
  • O Atlas gerou um primeiro estudo com números e recortes sobre todas as regiões que poderá inspirar pesquisas acadêmicas e de mercado. Os números indicam o predomínio dos meios impressos (63% contra 37% dos digitais)
  • São Paulo é o estado com maior número de veículos noticiosos (1641), seguido do Rio Grande do Sul (600) e Santa Catarina (547)


Relatório traz diagnóstico e recomendações para combate à desinformação

Em parceria com o jornalista iraniano-canadense Hossein Derakshan, a pesquisa Claire Wardle publicou o relatório Information Disorder – Toward an interdisciplinary framework for research and policy making (Desordem da Informação – Rumo a um quadro interdisciplinar de pesquisa e formulação de políticas), encomendado pelo Conselho da Europa.

Além de diagnosticar e apresentar as causas para o fenômeno da produção e disseminação de conteúdo digital enganador e fraudulento, o relatório traz 34 recomendações direcionadas a empresas de tecnologia, governos (inclusive ministérios da educação), veículos de imprensa, sociedade civil e fontes de financiamento. Palavras-chave das recomendações: mais transparência algorítmica, trabalho colaborativo entre sociedade civil, empresas e governo e o fim dos incentivos financeiros para produtores de desinformação.

 (Extraído do artigo de Angela Pimenta publicado na edição 966 do Observatório da Imprensa)


Monday Note: a próxima geração de notícias fraudulentas será feita por profissionais

Segundo o jornalista Frederic Filloux, as próximas campanhas eleitorais são um atrativo enorme para os produtores de desinformação. Em seu artigo para a Monday Note, ele diz que o que se viu até agora é coisa de amador. No futuro próximo, as informações enganosas serão produzidas e distribuídas com a ajuda do "big data" para calibrar a mensagem. Assim, o que falso terá um caráter "crível,"  aparecendo nas redes sociais na companhia de notícias inócuas, mas bem distribuídas. O principal objetivo dos falsários é tumultuar o debate político. "Desde a campanha presidencial americana, observamos pelo menos seis processos democráticos perturbados, em níveis diferentes, através de campanhas de desinformação que variaram de hacking patrocinado por estados [como a Rússia] a flagrantes notícias falsas. Aconteceu na Alemanha, Holanda, França, Índia e até no Quênia."

Copyright © 2017 | Projeto Credibilidade. Todos os direitos reservados.
Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo - Projor
Programa de Pós-Graduação em Mídia e Tecnologia - Unesp


Quer alterar a forma como você recebe esse email?
Você pode atualizar suas preferências or cancelar o recebimento






This email was sent to <<Email Address>>
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
Projeto Credibilidade · Av. Brigadeiro Faria Lima, 1461 – 6o. andar – sala 01 · São Paulo, SP 01452-002 · Brazil

Email Marketing Powered by Mailchimp