Copy


Temos a dupla missão de refletir sobre a fragmentação noticiosa no meio digital e de criar ferramentas e técnicas para identificar um jornalismo confiável e de qualidade na internet.

 
CONSÓRCIO DE MÍDIA - PROJETO CREDIBILIDADE / THE TRUST PROJECT
 
Veículos adotantes do MVP (Mínimo Protocolo Viável):
 
Veículos em processo de adoção:
O consórcio de mídia do Credibilidade inclui também: Abraji (parceira institucional), Gazeta do PovoJornal da CidadeJornal de JundiaíO Estado de S. PauloO Globo, O LivreUOL, Valor Econômico e Zero Hora.
Edição 34 | Setembro de 2019

O que há de novo

 

Palestrantes da audiência pública da Comissão de Comunicação e Cultura do Senado
Foto: Agência Senado 

Audiência no Senado debate ameaças à liberdade de imprensa

No dia 2 de setembro, a Comissão de Comunicação Social (CCS) do Congresso Nacional promoveu uma audiência pública sobre liberdade de imprensa. Além de Francisco Belda, presidente do Projor e coordenador acadêmico do Projeto Credibilidade, participaram Cristina Zahar, secretária-executiva da Abraji, e o advogado Lourival Santos. A sessão foi presidida pelo vice-presidente do CCS, Marcelo Cordeiro, com mediação do conselheiro Davi Emerich. Em sua fala, Belda enumerou os riscos para o trabalho dos jornalistas e veículos de imprensa:
  • Projetos de lei que tentem criminalizar a desinformação (um conceito complexo e cuja motivação de informações falsas é de difícil tipificação criminal)
  • Declarações oficiais deliberadamente falsas de fontes oficiais
  • Tentativas de desacreditar relatos objetivos dos fatos
  • Desconfiança sobre a apuração científica de dados públicos oficiais
  • Constrangimento do exercício do jornalismo crítico e independente, incluindo vazamentos de e-mails de jornalistas e ataques em redes sociais
  • Naturalização da violência e da truculência no discurso de agentes políticos
  • Asfixia no financiamento de veículos noticiosos, com cortes seletivos em verbas publicitárias
  • Auto-censura nas redações: jornalistas intimidados por ameaças de maus atores 

THE TRUST PROJECT / ONA19

 

Talia Straub, Sally Lehrman, Ashley Alvarado e Joy Meyer durante painel da ONA19
em New Orleans/ Foto: reprodução LiveStream

 
Uma caixa de ferramentas para transparência e engajamento

O tema da credibilidade e os riscos associados à desinformação e descrença no jornalismo se destacaram na conferência da Online News Association (ONA19), realizada entre 12 e 14 de setembro em New Orleans. Concebido no formato de uma aula prática, o painel Construindo credibilidade na era das ‘fake news’: uma caixa de ferramentas para a redação contou com a participação de Sally Lehrman, diretora do Trust Project, Talia Stroud, diretora do Centro para Engajamento da Mídia (CME/Universidade do Texas em Austin), Joy Meyer, diretora da organização Trusting News, e Ashley Alvarado, diretora de Engajamento Comunitário da Rádio Pública do Sul da Califórnia (KPCC).

Abaixo, seis passos recomendados por elas para que uma redação desenvolva uma relação de confiança com o público:
  1. Compreenda por que as pessoas não confiam
  2. Convide a comunidade para participar do processo
  3. Pergunte às pessoas sobre o que elas precisam
  4. Aja com transparência
  5. Vá aonde você não tem ido
  6. Avalie se funciona
O painel também abordou as conclusões de uma pesquisa do CME em parceria com os jornais USA Today e The Tennessean para testar duas abordagens para a construção de credibilidade: 
  1. Mostrar ao público como os jornalistas construíram uma matéria, adicionando uma caixa "explique seu processo" para notícias
  2. Mostrar ao público o compromisso com a cobertura equilibrada de temas partidários adicionando uma caixa "demonstrando equilíbrio noticioso"
Os resultados indicaram que: 
  1. Adicionar um box sobre o processo de construção de uma matéria melhora as percepções sobre um veículo noticioso
  2. Adicionar um box "explique seu processo" é rápido e de fácil implementação
  3. A pesquisa foi inconclusiva sobre a adição de um box indicando aos leitores um artigo com um ponto de vista oposto
ESTANTE VIRTUAL


Reprodução: Future Today Institute 

Tech Trends 2020: "deep fakes", desafios para credibilidade e regulação
 

Durante a ONA, Amy Webb, analista de tecnologia e professora da escola de administração da Universidade de Nova York (Stern/NYU), apresentou um relatório com 157 tendências e 28 cenários possíveis – otimistas, neutros e catastróficos – para os setores de entretenimento, mídia e tecnologia em 2020. Segundo ela, o alto grau de incerteza atual inviabiliza a construção de linhas do tempo, demandando cones do tempo para projetar a adoção e respectivos impactos das tendências, com destaques abaixo:
  • Avanços inovadores em campos-chave: IA, realidade estendida, computação na nuvem
  • Maior adoção de realidade estendida e eSports
  • Adoção generalizada de novas interfaces pelos consumidores (Alexa, Google, etc.)
  • Sinais de intervenção governamental: ações regulatórias e investigação antitruste
  • Fatores sociais: modelos de assinaturas digitais, credibilidade e ativismo
Na seção dedicada à prestação de contas e credibilidade, o relatório indica, entre outras tendências:
  • Adoção de etiquetas padronizadas pelas plataformas para promover conteúdo de qualidade e factualmente correto
  • Contratação de uma nova safra de diretores de ética – Chief Ethics Officers – dotados de um conjunto de habilidades híbridas, incluindo gerenciamento de recursos humanos, de riscos e leis, experiência de diversidade e profundo conhecimento tecnológico


Projeto da CJR e The Nation para cobertura climática tem adesão de mais de 250 veículos globais

Lançado em abril como parceria das revistas Columbia Journalism Review e The Nation, o projeto Cobrindo o Clima Agora já conta com a adesão de mais de 250 veículos noticiosos globais, de diversos formatos e tamanhos, atingindo uma audiência de cerca de 1 bilhão de pessoas. Segundo os jornalistas Kyle Pope, editor da CJR, e Mark Hertsgaard, correspondente para meio-ambiente da Nation, a iniciativa visa incentivar organizações noticiosas de todo o planeta a melhorar a cobertura sobre o aquecimento global. "Não iríamos dizer às pessoas o que elas devem escrever ou transmitir," dizem. "Apenas queríamos que elas cobrissem mais e melhor." 

Um dos objetivos do projeto é ajudar jornalistas e gestores de veículos noticiosos a superar o falso equilíbrio editorial entre as evidências científicas, que indicam tendências catastróficas caso a crise do clima não seja mitigada, e argumentos enganadores utilizados pela indústria de combustíveis fósseis na tentativa de mascarar a questão - a fim de postergar a adoção de  tecnologias limpas e políticas públicas sustentáveis.
Copyright © 2019 | Projeto Credibilidade. Todos os direitos reservados.
Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo - Projor
Programa de Pós-Graduação em Mídia e Tecnologia - Unesp


Quer alterar a forma como você recebe esse email?
Você pode atualizar suas preferências or cancelar o recebimento






This email was sent to <<Email Address>>
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
Projeto Credibilidade · Av. Brigadeiro Faria Lima, 1461 – 6o. andar – sala 01 · São Paulo, SP 01452-002 · Brazil

Email Marketing Powered by Mailchimp