Copy
Discussões de cultura pop (or not) em doses semanais
Visualizar no seu navegador

Cartas Marcadas #22


25 de maio de 2017
Coisinhas que fizeram maio um mês mais feliz para nós :)
Cantei essa bola algumas vezes na newsletter e o Emannu vai falar dela logo abaixo, mas preciso reforçar. American Gods, série baseada na obra homônima de Neil Gaiman (e um dos meus livros favoritos da vida), já está disponível na Amazon Prime - ou no stream alternativo de sua confiança. A série segue Shadow em sua vida pós saída da cadeia quando a casa para onde poderia voltar não existe mais. Fala sobre identidade, crença, migração. Mistura realidade e uma fantasia não tão absurda assim. E, se nada disso te atrair, tem cenas de sexo e violência muito bem feitas. - Marília
A primeira temporada de Master of None me conquistou. Ela tinha tudo que eu gosto numa obra audiovisual, aliava senso de humor a romantismo, sem deixar de ser inteligente e experimental. Trazia todas as vantagens de um filme do Woody Allen sem os problemas. Mais do que tudo isso, a série é uma das poucas representações realistas da vida contemporânea. Agora, na segunda temporada, Aziz Ansari e Alan Yang arriscam ainda mais, e continuam a acertar. Cada episódio é uma experiência, e um prazer. Junto de Fleabag, é melhor da TV atual. Na Netflix. - Emannuel.
Neil Gaiman é um dos meus autores preferidos. E Deuses Americanos é um dos seus livros mais famosos, que li quando estava descobrindo sua obra, há uns dez anos. Não podia deixar de dar uma chance à sua adaptação para a TV. E olha, você devia fazer o mesmo. A busca por um novo Game of Thrones pode dar uma preguiça, mas American Gods é, na verdade, um antídoto para os exageros de GOT. Uma série sobre migrantes, num mundo que é ao mesmo tempo fantástico, mas não do tipo que parece saído das fantasias eróticas de um adolescente. Tem muito sexo e violência? Sim, mas com maturidade. Disponível na Amazon Prime Video. - Emannuel
Sou viciada em podcasts, especialmente podcasts sobre livros e notícias literárias. Desde o fim de Books on the nightstand, venho procurando um substituto para esse programa maravilhoso. Ainda não encontrei mas os programas do Book Riot têm ajudado. Combinando Book Riot e All the Books (e alguns episódios aleatórios de Get Booked), Jeff, Rebecca e Liberty têm sanado a carência de novidades e discussões sobre livros interessantes. A lista do Goodreads cresce exponencialmente nesse meio tempo. Queria muito que existisse algo similar para literatura nacional. - Marília
Com os últimos acontecimentos, está bem difícil se concentrar em qualquer coisa. Então, para dar uma aliviada e esquecer o mundo rapidinho, tenho recorrido a playlists. Uma das melhores que ouvi foi feita pelo Lin Manuel Miranda sobre como nos sentimos no Twitter ultimamente. Se você tem acompanhado as notícias por lá, vai entender perfeitamente a seleção. De quebra, no perfil do Lin no Spotify tem muitas listas, inclusive uma substituta musical para cafeína. - Marília
Twin Peaks voltou. Tal como a versão original, a atual não é perfeita, muito pelo contrário, até exige um aviso de gatilho: é uma série sobre violência contra a mulher, como já o era há 25 anos. Mas, se os problemas permanecem, as qualidades também. David Lynch põe em cheque a tal TV de prestígio que se proliferou nos últimos anos. As cenas são lentas, exigem paciência; não existe lógica interna, o que faz com que as especulações virtuais sejam inúteis. O surrealismo é o tom que prevalece, tornando a experiência um verdadeiro pesadelo. A única satisfação é a da quebra de expectativas. Disponível na Netflix. - Emannuel

“Nunca estou sozinho, Salvador Dali sempre está comigo.
E isso, para mim, é uma festa constante."
― Salvador Dali

Quer falar com a gente? Fazer sugestões? Dar uma dica?
Escreva para cartasmarcadas.newsletter@gmail.com

Não quer mais receber esses e-mails?
Você pode atualizar suas preferências ou sair dessa lista

 






This email was sent to <<Email>>
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
Cartas Marcadas · Centro · São Paulo, SP 00000-000 · Brazil

Email Marketing Powered by Mailchimp