Copy
À Volta do Barroco · 05–21 novembro

O festival À Volta do Barroco é o pretexto para encontros da Orquestra Barroca com a Orquestra Sinfónica e o Remix Ensemble, cruzando assim as partituras de grandes mestres do Barroco com compositores que não escaparam à sua influência. Pela primeira vez, poderemos ouvir um solista a tocar o mesmo concerto junto da Orquestra Barroca e também da Orquestra Sinfónica. O convidado é o violoncelista premiado Pieter Wispelwey. Em Ano Itália, o Remix Ensemble não se esquece de homenagear um dos criadores italianos mais importantes do nosso tempo, Salvatore Sciarrino, e apresenta também uma obra de Wolfgang Rihm em que é solista o grande violoncelista Marc Coppey. Ainda sob o signo da música italiana, o Ensemble Allettamento apresenta um concerto inteiramente dedicado ao repertório escrito para violino e violoncelo. Há ainda lugar para visitar o Classicismo, num fim de tarde que junta a Orquestra Sinfónica, o Coro e um elenco de prestigiados cantores para interpretar o célebre Requiem de Mozart. A encerrar o festival, o Coro parte dos madrigais italianos para nos levar até algumas das mais belas páginas surgidas no último século sob a inspiração desta forma musical renascentista.

Share Share
Tweet Tweet
Forward Forward

ciclo grandes concertos para violoncelo · ano Itália

1.ª Parte
ORQUESTRA BARROCA CASA DA MÚSICA
LAURENCE CUMMINGS cravo e direcção musical

ANTONIO VIVALDI Sinfonia da ópera L’incoronazione di Dario
CHARLES AVISON Concerto grosso n.º 5, segundo Domenico Scarlatti
ARCANGELO CORELLI Concerto grosso n.º 4
FRANCESCO GEMINIANI Concerto grosso “La Follia” em Ré menor

2.ª Parte
ORQUESTRA SINFÓNICA DO PORTO CASA DA MÚSICA 
CHRISTIAN ZACHARIAS direcção musical 
PIETER WISPELWEY violoncelo 

GEORG FRIEDRICH HÄNDEL Concerto grosso em Lá menor, op. 6 n.º 4
JOSEPH HAYDN Concerto n.º 1 para violoncelo e orquestra

A Orquestra Barroca e a Sinfónica dedicam-se a um dos géneros instrumentais mais importantes do período Barroco: o concerto grosso. De Itália chega-nos a música de Arcangelo Corelli, responsável por elevar esta forma à sua máxima perfeição, bem como de outros que se encarregaram de divulgar o modelo coreliano por toda a Europa, juntando-se assim ao programa as partituras de um dos seus discípulos, Francesco Geminiani, e ainda do seu admirador britânico Charles Avison. O concerto conta com a presença de um premiado violoncelista, Pieter Wispelwey, que junto da Orquestra Sinfónica interpreta uma das obras mais importantes do repertório do instrumento: um concerto de Haydn redescoberto em meados dos anos 60.

SABER MAIS

ciclo grandes concertos para violoncelo

1.ª Parte
REMIX ENSEMBLE CASA DA MÚSICA
PETER RUNDEL direcção musical
MARC COPPEY violoncelo
ASHOT SARKISSJAN violino

SALVATORE SCIARRINO Le stagioni artificiali
WOLFGANG RIHM Versuchung, Homenagem a Max Beckmann, para violoncelo e orquestra

2.ª Parte
ORQUESTRA SINFÓNICA DO PORTO CASA DA MÚSICA
CHRISTIAN ZACHARIAS direcção musical

ANTON BRUCKNER Quinteto para cordas em Fá maior

Dois solistas de craveira internacional estarão ao lado do Remix Ensemble neste programa dedicado à música concertante. Segue-se o Artista em Residência Marc Coppey, solista ao violoncelo numa obra de Wolfgang Rihm. Trata-se de uma homenagem ao pintor Max Beckmann fazendo uma referência ao seu tríptico A Tentação de Santo Antão. Aqui, a ligação ao passado está também na própria pintura, que sendo datada de 1937 se baseia num formato e numa temática muito associada à Idade Média. Uma preocupação do compositor foi transpor para a música a fragilidade das linhas e da perspectiva. A noite termina com a Orquestra Sinfónica, sob a direcção do prestigiado maestro Christian Zacharias, apresentando uma versão orquestral da obra mais importante que Bruckner escreveu para uma formação camerística.

SABER MAIS

ciclo barroco · ciclo grandes concertos para violoncelo
portrait Luca Francesconi VI · ano Itália

1.ª Parte
REMIX ENSEMBLE CASA DA MÚSICA
PETER RUNDEL direcção musical
CAROLIN WIDMANN violino

CARLOS LOPES Artefacst (estreia mundial; encomenda Casa da Música)
GIACINTO SCELSI Anahit, dedicado a Vénus

2.ª Parte
ORQUESTRA BARROCA CASA DA MÚSICA
LAURENCE CUMMINGS cravo e direcção musical
PIETER WISPELWEY violoncelo

GEORG PHILIPP TELEMANN Abertura em Fá menor TWV 55:F3 – Les Ambassadeurs
JOSEPH HAYDN Concerto n.º 1 para violoncelo e orquestra
ANTONIO SALIERI Sinfonia Veneziana em Ré menor

Descoberto praticamente 200 anos após a sua composição, o Concerto n.º 1 para violoncelo de Haydn estabeleceu-se rapidamente como um dos mais importantes da literatura do instrumento. Para o interpretar, a Orquestra Barroca faz-se acompanhar por Pieter Wispelwey, violoncelista holandês com uma sólida carreira internacional, premiado e requisitado tanto no domínio da música antiga como no da contemporânea. Na primeira parte do concerto, o Remix Ensemble faz-se acompanhar de outra solista de grande prestígio, Carolin Widmann, para interpretar Anahit – uma peça que pode simbolizar a dualidade entre Ocidente e Oriente, tão cara ao italiano Giacinto Scelsi, e vai da meditação à epifania. O programa inclui ainda a estreia de uma encomenda ao Jovem Compositor em Residência, Carlos Lopes, escrita especificamente para o Remix Ensemble.

SABER MAIS

música de câmara · prémio novos talentos Ageas

MARIO BRAÑA violino
ELSA PIDRE violoncelo

GIOVANNI BATTISTA CIRRI Duo para violino e violoncelo em Sol maior, op. 1 n.º 3​​
GIOVANI MARIA BONONCINI Arie, correnti... para violino e violone ou espineta, op. 4
ARCANGELO CORELLI Sonata para violino e violone ou cravo, op. 5 n.º 9
GIUSEPPE VALENTINI Allettamento per camera, para violino e violoncelo ou cravo, op. 8 n.º 4
CARLO TESSARINI Allettamento da camera, para violino solo e violoncelo em Sol maior, op. 3 n.º 2
GIOVANNI BENEDETTO PLATTI Ricercare, para violino solo e violoncelo, n.º 1
GIOVANNI BATTISTA CIRRI Duo para violino e violoncelo em Sol maior, op. 12 n.º 4

O Ensemble Allettamento estreia-se na Casa da Música com um programa que percorre a evolução do repertório para violino e violoncelo ao longo dos séculos XVII e XVIII. Inteiramente dedicado a compositores italianos, o recital inclui obras que demonstram os diferentes discursos e dinâmicas que surgiram entre os dois instrumentos no período Barroco. Formado por Mario Braña e Elsa Pidre, o projecto retira o nome dos Allettamenti da camera de Valentini e Tessarini, que estão entre as primeiras obras escritas especificamente para esta formação. A ligação com o público é um dos objectivos do ensemble, que é assim marcado pela procura de “allettare” — agradar, seduzir e mover os afectos do ouvinte. O Ensemble Allettamento foi premiado no Concurso Internacional de Música Antigua de Gijón e tem recebido os aplausos da crítica e do público.

SABER MAIS

ORQUESTRA SINFÓNICA DO PORTO CASA DA MÚSICA
CORO CASA DA MÚSICA
MICHAEL SANDERLING direcção musical
KATHARINA KONRADI soprano
CATRIONA MORISON meio-soprano
MARTIN MITTERRUTZNER tenor
KREŠIMIR STRAŽANAC barítono

WOLFGANG AMADEUS MOZART Requiem

Obra derradeira de Mozart, o Requiem foi interrompido no mesmo momento em que a vida do compositor, também ela, se desvaneceu. Sendo a obra de tal modo genial, qualquer esforço de a concluir resulta sempre distante do sublime que Mozart logrou. Escrita no leito da morte, nada na partitura autógrafa denuncia qualquer laivo de fragilidade: a escrita é segura, sem rasuras, como qualquer outra do compositor. Um elenco internacional de solistas prestigiados divide o palco com a Orquestra Sinfónica e o Coro Casa da Música, num concerto imperdível dirigido pelo alemão Michael Sanderling, o novo maestro titular da Sinfónica de Lucerna.

SABER MAIS

ciclo grandes concertos para violoncelo · ano Itália

ORQUESTRA BARROCA CASA DA MÚSICA
LAURENCE CUMMINGS direcção musical
ANDREAS SCHOLL contratenor
FILIPE QUARESMA violoncelo

JOHANN SEBASTIAN BACH Sinfonia da Cantata BWV 42 
JOHANN SEBASTIAN BACH Cantata “Vergnügte Ruh, beliebte Seelenlust”, BWV 170

ANTONIO VIVALDI Concerto para violoncelo e orquestra em Dó menor, RV 401
ANTONIO VIVALDI Stabat Mater

Considerado um dos contratenores mais brilhantes da música erudita, Andreas Scholl regressa à Casa da Música para um concerto que certamente irá marcar a temporada da Orquestra Barroca. Nesta noite, reúnem-se na Sala Suggia dois verdadeiros colossos do Barroco alemão e italiano: Johann Sebastian Bach e Antonio Vivaldi. Scholl empresta a voz a duas obras das quais se tornou um intérprete de referência: uma das mais originais cantatas de Bach, especialmente célebre entre contratenores do mundo inteiro, e o Stabat Mater de Vivaldi, obra naturalmente associada ao período pascal. No âmbito do ciclo de concertos para violoncelo que atravessa a programação de 2021, a Orquestra Barroca apresenta como solista Filipe Quaresma, músico pertencente à formação e também a agrupamentos internacionais como a Orchestre Révolutionnaire et Romantique.

SABER MAIS

ano Itália

CORO CASA DA MÚSICA
NILS SCHWECKENDIEK direcção musical

CLAUDIO MONTEVERDI Hor che’l ciel e la terra
PAUL HINDEMITH Trink aus e An eine Tote,
de 12 madrigais
ADRIAN WILLAERT Amor mi fa morire
ORLANDO DI LASSO Cantai, or piango 
LUCA MARENZIO Gia torna a rallegrar
ANDREA GABRIELI Tirsi morir volea
CARLO GESUALDO Resta di darmi noia
GIDEON KLEIN Madrigal n.º 2, de 2 madrigais
CLAUDIO MONTEVERDI Altri canti di Marte

Itália, século XVI: o madrigal é uma nova forma de música coral sobre poesia profana que inspira os compositores ávidos de novas possibilidades expressivas. Partindo da música pioneira deste género — pelo flamengo Adrian Willaert, que cedo se fixou em Veneza —, percorremos vários autores do Renascimento italiano até chegarmos à música de um mestre mais tardio mas não menos revolucionário: Monteverdi. Mas isto não é tudo o que o Coro Casa da Música tem para revelar neste concerto. Tendo por mote a música arrojada de Gesualdo, absolutamente singular naquele período, partimos à descoberta dos madrigais do nosso tempo que desafiam as capacidades técnicas e expressivas de qualquer coro e nos levam para outros universos, ora contemplativos ora humorísticos, e todos eles fascinantes.

SABER MAIS
Facebook
Instagram
Twitter
Website
info@casadamusica.com
220 120 220
Todos os dias: 10:00 – 18:00
Dias de Espectáculo: Edifício aberto até ao final do espectáculo, bilheteira até meia hora após o seu início.
Pretende alterar a forma como recebe as nossas Newsletters?
alterar as suas preferências
cancelar subscrição